DG Entrevista – Davi de Sousa Camboim.

    Receba gratuitamente a minha e-apostila!

    “10 Artigos Legais Essenciais para conhecer o Direito Notarial e Registral”

    Cadastre-se:



      Receba gratuitamente a minha e-apostila!

      “10 Artigos Legais Essenciais para conhecer o Direito Notarial e Registral”

      Nome Completo: Davi de Sousa Camboim

      Profissão: Tabelião Substituto

      Data de Nascimento: 29/08/1987

      Site/Redes Sociais: www.estudosnotariais.com.br e @estudosnotariais

      Time de Futebol: Vasco

      Hobby: Conversar amenidades com quem amo ao redor da mesa!

      Uma música: Deus supremo és

      Um livro: Bíblia Sagrada

      Um ídolo: Jesus

      1-) Qual o maior benefício da atuação dos cartórios (serventias extrajudiciais) para a sociedade brasileira?

      Mencionaria diversos benefícios. Mas, como nos fora perguntado sobre ““O” maior benefício”, destaco o da “segurança jurídica”.

      Explico, mas sem exaurir a amplitude desse benefício destacado.

      A “segurança jurídica” ofertada pelos cartórios transcende muitas vezes a visão popular que se tem das serventias extrajudiciais.

      Titulares capacitados, aprovados em concurso rigoroso de provas e títulos; um sistema que permite fiscalização ininterrupta da atividade; o assessoramento e atendimento eficazes, trazidos aos cidadãos, fomentados pela delegação “privada” do serviço (pensemos no imenso trabalho informativo e instrutivo ofertado pelos cartórios, em benefício da sociedade) são alguns dos muitos aspectos que emanam da “segurança jurídica” e contribuem ao retroalimentá-la.

      2-) Dentre os atos praticados pelos cartórios, destaque um que considere de maior relevância.

      Pela atuação que temos no tabelionato de notas, destaco o Inventário Extrajudicial. Percebemos uma demanda sempre crescente em relação a esse ato.

      Advogados, convictos da celeridade e segurança trazidas, têm optado pela via administrativa. Usuários, informados pelo “sucesso” que tem sido apresentado à sociedade, têm decido seguir extrajudicialmente. 

      A morosidade na prestação jurisdicional gera prejuízos de toda natureza: econômica (em sentido amplo e aplicado às partes envolvidas), geração de emprego e renda, familiar e tantas outras.

      Assim, é certo que o grande avanço trazido pela Lei 11.441/07 contribuiu significativamente com o movimento crescente e necessário da desjudicialização.

      Sem dúvidas, o Inventário lavrado de forma administrativa tem sido um dos protagonistas no cenário que aponta os cartórios como um caminho de apoio jurídico à sociedade.

      3-) Se pudesse mudar algo na atividade notarial e registral, o que seria?

      Estabeleceria fiscalização mais aprofundada sobre os concursos para ingresso na atividade, às quais cada estado da federação deveria se sujeitar, o que faria, por conseguinte, elevar a atividade notarial e registral a patamares ainda maiores e de respeitabilidade.

      4-) Como enxerga a atuação de notários e registradores no momento de pandemia?

      Os cartórios têm atuado de forma brilhante!

      Muitos titulares, juntamente com seus prepostos, diante da crise inaugurada pela pandemia, arriscaram suas vidas, a fim de que os serviços não deixassem de ser ofertados.

      m virtude do caráter privado da atividade, muitos foram os desafios financeiros enfrentados por parte dos delegatários, sem prejuízo do zelo com os cuidados sanitários pertinentes.

      Além disso, a pandemia parece-nos ter trazido uma acentuação da ansiedade pela resolução, a mais imediata possível, dos atos da vida civil. O cartório tem sido um ambiente em que esse anseio social tem desaguado.

      Nesse contexto, as serventias têm tido a necessidade de responder às demandas com mais agilidade e compreensão. E isso tem acontecido!

      5-) Deixe uma mensagem para os leitores do Blog do DG que são admiradores de sua atuação.

      Sejamos entusiastas da atividade notarial e registral, que tanto tem servido ao nosso país. Divulguemos os bons serviços dos cartórios e enalteçamos a segurança jurídica ofertada!

      Se você atua em algum cartório, essa bandeira já deveria estar levantada! Se você é advogado, busque conhecer o Direito Notarial e Registral, encante-se e levante essa bandeira também!

      Deixe um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

      Últimas postagens

      Últimas postagens

      Últimas postagens